O Ministério da Saúde lançou recentemente um Plano de Contingência Nacional para a Infecção Humana pelo novo Coronavírus (COVID-19). A Organização Mundial da Saúde decretou a situação como uma pandemia mundial. O trabalho é um local onde infecções respiratórias como o novo coronavírus tem grande potencial de multiplicação. Falamos de lugares em que as pessoas ficam juntas por horas conversando umas com as outras e compartilhando documentos, equipamentos e outros materiais que podem alojar o vírus por horas. Muitas empresa estão se adequando com essa nova fase, aumentando a distância entre seus funcionários e alocando outros para o home office. Com isso, há um aumento na procura de profissionais capacitados a implantação e tecnologias que permitam a dinâmica para essa modalidade de trabalho, assim os colaboradores conseguem acessar arquivos, softwares e programas como se estivessem na empresa ,melhorando a dinâmica de trabalho ,em muitos casos até aumentando a produtividade e reduzindo custos operacionais. Aqui na Mdesk´s nós oferecemos esse tipo de solução desde o equipamento adequado para a função até a implantação e consultoria.

Como evitar que o surto que está se espalhando pelo mundo se aproveite do seu serviço para ser transmitido?

Orientações para empresas

• Se possível monte uma estrutura home-office para os funcionários, assim a empresa não precisa parar e preserva a saúde de seus colaboradores;
• Não deixe faltar sabonete e toalhas de papel nos banheiros da empresa;
• Disponibilize álcool gel nos ambientes de trabalho onde não for possível a higienização das mãos com água e sabão;
• Aumente o rigor com a limpeza de áreas comuns, como refeitórios e banheiros;
• Intensifique a higienização de maçanetas, corrimãos, pias e demais superfícies de contato frequente. Importante usar água e sabão, álcool a 70%, ou algum produto de limpeza. Só tirar o pó não é suficiente;
• Reforce a orientação para que os EPIs, ferramentas e equipamentos sejam higienizados frequentemente;
• Estimule sua equipe a se vacinar contra sarampo e gripe comum, cuja campanha começa em 23 de março;
• Adie viagens a negócios ao exterior;
• Se possível, monte uma estrutura para reuniões por videoconferência;
• Dissemine orientações sobre higiene e prevenção entre seus funcionários;
• Funcionários com suspeita de contaminação pelo coronavírus devem procurar uma unidade de saúde. Se recomendado pelo médico, deve ficar em casa até a confirmação do diagnóstico. Segundo a Lei 13.979/2020, publicada em fevereiro deste ano, considere como falta justificada, sem qualquer prejuízo ao trabalhador
• Combata a desinformação. O Ministério da Saúde mantém atualizado site em que esclarece boatos (fakenews) e WhatsApp ((61) 992894640)

Dicas de prevenção

• Lave as mãos com água e sabão com muita frequência
• Utilize lenço descartável para higiene nasal
• Cubra o nariz e a boca com lenço descartável ou com o antebraço ao espirrar e tossir
• Evite tocar olhos, nariz e boca sem que as suas mãos estejam limpas

Como identificar se um caso é suspeito de contaminação por coronavírus

• É preciso que o paciente reúna, pelo menos, as seguintes três características. Se isso acontecer, encaminhe o funcionário a uma unidade de saúde
• Febre
• Sintomas respiratórios, como coriza, dor de garganta, espirro e tosse
• Viagem ao exterior ou contato direto com alguém que tenha viajado nos 14 dias.